Jornal Correio de Notícias

Página Inicial | Plantão

Plantão

Beleza: Senac Canoas oferece os cursos de Maquiador e Cabeleireiro

Segundo dados do Euromonitor Internacional, o segmento brasileiro da beleza representa 11% do mercado mundial e deve ocupar o 2º lugar em consumo nos próximos quatro anos. Neste contexto, o Senac Canoas está com inscrições abertas para os cursos de Maquiador e de Cabeleireiro. As aulas iniciam nos dias 10 e 13 de julho, respectivamente.

Na capacitação de Maquiador, são desenvolvidos conhecimentos para a aplicação de produtos e técnicas diferenciadas de maquiagem e harmonia visual. Os encontros acontecem de segunda a sexta-feira, das 9h15 às 12h15. Com carga horária de 160 horas, o curso tem como pré-requisitos a idade mínima de 16 anos e Ensino Fundamental Completo até o 5º ano.

Já a qualificação de Cabeleireiro desenvolve temas como hidratação, reconstrução de fios, cortes, coloração e organização do ambiente de trabalho, para que o participante realize com excelência procedimentos de beleza e cuidados nos cabelos. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h. Com carga horária de 400 horas, o curso tem como pré-requisitos a idade mínima de 16 anos e Ensino Fundamental Completo.

Matrículas para as capacitações devem ser feitas no Senac Canoas, localizado na Rua Mathias Velho, 255. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3476-7222 ou através do site www.senacrs.com.br/canoas. Comerciários têm desconto de 20% mediante a apresentação, no ato da matrícula, do cartão Sesc/Senac, nas categorias empresário e comerciário.

 

Fundo Municipal de Reequipamento de Bombeiros passará a ser administrado pela Secretaria de Segurança e Cidadania

A Câmara aprovou, nesta terça-feira, 27 de junho,, alterações no art. 6º da Lei nº 4.319, de 4 de dezembro de 1998, que institui o Fundo Municipal de Reequipamento de Bombeiros (Funrebom). De acordo com o PL 16/2017, de autoria do Executivo, o Funrebom deixa de ser administrado pela Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade (SMTM) e passa a ficar sob a responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública e Cidadania (SMSPC).

Na justificativa da proposição, o Executivo lembra que na época em que houve a criação do Funrebom não existia outro órgão que apresentasse maior afinidade com as atividades do Corpo de Bombeiros de Canoas, ficando sua administração a cargo da Secretaria Municipal dos Transportes e Serviços Públicos (SMTSP). Com a revogação da Lei nº 5.274 de 11 de janeiro de 2008, pela Lei nº 5.363, de 2 de janeiro de 2009, no entanto, ocorreu uma reestruturação administrativa que desmembrou a SMTSP em duas secretarias: Transportes e Mobilidade e Serviços Urbanos (SMSU), além de criar a Secretaria Municipal de Segurança Pública e Cidadania. "Com a reestruturação, a gestão do fundo ficou com a SMTM, porém as principais competências da SMSPC estão mais alinhadas as do Corpo de Bombeiros do que as da SMTM, as quais são estritamente vinculadas ao trânsito, transportes e sinalização viária", diz o texto.

Os recursos do fundo poderiam ser convertidos, segundo a Prefeitura, em uma condição de maior segurança aos munícipes, caso pudessem ser geridos em conjunto pelo 8º Comando Regional dos Bombeiros (8º CRBM) e a SMSPC. O Executivo aponta também que a SMSPC possui condições técnicas necessárias para gerir os recursos e que a transferência de secretarias não implica em despesas a nenhum dos órgãos envolvidos, sendo somente necessária a readequação orçamentária.

 

Câmara Municipal de Canoas: Aprovado em primeiro turno emenda que estabelece novos prazos para o envio do Plano Plurianual, LDO e da Lei Orçamentária ao Legislativo

A Câmara aprovou na sessão de quinta-feira, 6 de abril, em primeiro turno, o projeto de emenda à Lei Orgânica do Município (LOM) 01/2017, de autoria do Executivo, que altera a redação do caput do artigo 66-A e do artigo 137 da Lei Orgânica de Canoas, estabelecendo novos prazos para o envio do Plano de Metas de Gestão e dos projetos de lei de Plano Plurianual, Lei de Diretrizes Orçamentárias e Lei Orçamentária Anual ao Poder Legislativo. O texto também modifica os prazos para o encaminhamento dos respectivos projetos à sanção do prefeito. Por tratar de alteração na LOM, a proposição ainda precisa passar por uma segunda votação em Plenário.

Pelo texto, o prazo para o Executivo enviar o projeto de lei do Plano Plurianual passa de 30 de abril para 30 de junho do primeiro ano do mandato do prefeito; o projeto de lei das diretrizes orçamentárias, anualmente, passa de 15 de julho para 15 de agosto; o projeto de lei dos orçamentos anuais permanece até 30 de setembro de cada ano. Segundo o Executivo, as alterações propostas são fundamentais para que os instrumentos de planejamento que trarão as diretrizes do município possam ser elaborados e encaminhados com o tempo suficiente para atingir a qualidade e conteúdo pretendidos, atendendo as necessidades da população.

Os projetos deverão ser encaminhados pelo Poder Legislativo para sanção, nos seguintes prazos: plano plurianual até 30 de julho do primeiro ano do mandato do prefeito; lei das diretrizes orçamentárias até 15 de setembro de cada ano; lei dos orçamentos anuais até 30 de outubro de cada ano.

A proposta foi analisada por comissão especial presidida pelo vereador Cezar Mossini (PMDB) e que teve o vereador Eric Douglas (PTB) como relator. Também integraram a comissão: Aloisio Bamberg (PCdoB), Alexandre Gonçalves (PPS), César Augusto (PRB), Cris Moraes (PV), José Carlos Patricio (PSD), Canhoto (SD), Marcus Vinícius – Quinho (PDT), Gilson Oliveira (PP) e Emilio Neto (PT).

Sessão ordinária de 6/4 – requerimentos aprovados

Requerimento 40/2017, de autoria do vereador Juares Hoy (PTB). Votos de congratulações ao Clube Cultural Canoense pela passagem dos seus 84 anos de fundação, comemorado no dia 21 de março.

INDICAÇÕES

Indicação 180/2017, de autoria do vereador Alexandre Gonçalves (PPS). Solicita que seja realizada intensificação da ronda da Brigada Militar nos horários de entradas e saídas dos colégios do quadrante sudeste, no bairro Niterói.

Indicação 181/2017, de autoria do vereador Linck (PMDB). Solicita ao 15° BPM (Batalhão de Polícia Militar) o patrulhamento intensivo e a realização de rondas no entorno da Rua São Joaquim, no bairro Estância Velha.

Indicação 182/2017, de autoria do vereador Sargento Santana (PTB). Solicita ao 15° BPM (Batalhão de Polícia Militar) - 1ª Cia o patrulhamento intensivo e a realização de rondas em toda extensão da Rua Araçá, no Centro.

Indicação 183/2017, de autoria do vereador Sargento Santana (PTB). Solicita à Oi Telefonia a manutenção nos fios de telefonia instalados na Rua Canadá nº 551, no bairro São Luís.

Indicação 184/2017, de autoria do vereador Sargento Santana (PTB). Solicita ao 15° BPM (Batalhão de Polícia Militar) - 1ª Cia o patrulhamento intensivo e a realização de rondas no entorno da E.M.E.F. Thiago Würth, na Av. Rio Grande do Sul nº 4240, no bairro Mathias Velho.

Indicação 185/2017, de autoria do vereador Sargento Santana (PTB). Solicita à RGE Sul o reparo na calçada da Rua Brigadeiro Ivo Borges 706, no bairro São Luís.

Indicação 186/2017, de autoria do vereador Ivo Fiorotti (PT). Solicita à RGE Sul a troca do poste localizado na Quadra X, Setor Cinco, em frente à casa 21, no bairro Guajuviras.

Indicação 187/2017, de autoria do vereador Ivo Fiorotti (PT). Solicita à RGE Sul a troca do poste na Rua Lima da Costa, em frente ao nº 905, no bairro Rio Branco.

Indicação 188/2017, de autoria do vereador Linck (PMDB). Solicita à RGE Sul a substituição, com urgência, do poste de luz localizado na Rua Itatiaia, em frente ao nº 403, no bairro Mathias Velho.

Indicação 189/2017, de autoria do vereador Linck (PMDB). Solicita à RGE Sul a substituição, com urgência, do poste de luz localizado na Rua Itatiaia, em frente ao nº 433, no bairro Mathias Velho.

Indicação 190/2017, de autoria do vereador José Carlos Patricio (PSD). Solicita à RGE Sul a substituição do poste localizado em via pública na Avenida Guilherme Schell, em frente ao nº 5448, no Centro.

Indicação 191/2017, de autoria do vereador Eric Douglas (PTB). Solicita à Corsan o conserto na rede que está vazando na Rua Cristóvão Colombo, em frente ao nº 98, no bairro Niterói.

Indicação 192/2017, de autoria do vereador Betinho (PTB). Solicita à RGE Sul a troca do poste de madeira localizado na Rua Índio Sepé, em frente ao n° 1111, no bairro Santo Operário.

Indicação 193/2017, de autoria do vereador Betinho (PTB). Solicita à RGE Sul a troca do poste de madeira localizado na Rua Júlio Cardoso de Araujo, em frente aos números 51, 73 e 155, no bairro Mato Grande.

Indicação 194/2017, de autoria do vereador Betinho (PTB). Solicita à RGE Sul a troca do poste de madeira localizado na Rua Professora Dona Sara, em frente ao n° 71, no bairro Mathias Velho.

Indicação 195/2017, de autoria do vereador Betinho (PTB). Solicita à RGE Sul a troca do poste de madeira localizado na Rua Coronel Vicente, esquina com a Rua República, no bairro Harmonia.

Indicação 196/2017, de autoria do vereador Betinho (PTB). Solicita à RGE Sul a troca do poste de madeira localizado na Rua Coronel Vicente, em frente aos números 1425 e 1415, no Centro.

Indicação 197/2017, de autoria do vereador Juares Hoy (PTB). Solicita ao 15º BPM (Batalhão de Polícia Militar) o patrulhamento intensivo e a realização de rondas nas ruas do bairro Niterói em que existam pontos de embarque e desembarque de ônibus de transporte público, principalmente nos horários da manhã e final da tarde.

Indicação 198/2017, de autoria do vereador Gilson Oliveira (PP). Solicita à Corsan o reparo da caixa d'água ao lado da EMEI Vó Picucha, na Rua Clóvis Beviláqua, no bairro Harmonia.

PRONUNCIAMENTOS

SEGURANÇA – O vereador Sargento Santana (PTB) comentou projeto de lei de sua autoria (PL 18/2017) que autoriza o município de Canoas a criar o Programa de Estímulo Operacional para Agentes da Segurança Pública. “A segurança precisa de ações imediatas, com policiais nas ruas. Se o Estado está sendo omisso e não paga hora extra para os agentes da segurança, nós, através do Executivo, podemos colaborar”, afirmou. Santana citou ainda o caso da canoense que morreu após ser vítima de bala perdida, na terça-feira (4), no bairro Mathias Velho.

SEGURANÇA II – O presidente da Câmara, vereador Juares Hoy (PTB), também comentou a morte da mulher vítima de bala perdida na cidade e defendeu a necessidade de se repensar a estrutura e a forma como se faz segurança pública, de fato, e analisar o que a população espera realmente das ações. O parlamentar também questionou a necessidade de existir o Tribunal Militar do Estado, lembrando que não existe órgão correspondente na Polícia Civil.

CEEE – Marcus Vinícius Machado – Quinho (PDT) sugeriu que a bancada do PMDB articule a vinda de um representante do governo estadual para abordar na Câmara de Vereadores de Canoas a situação da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e sua possível privatização. Salientou que os números divulgados pelo governo divergem totalmente das informações apresentadas pelo Sindicato dos Eletricitários do Rio Grande do Sul (SENERGISUL), durante Grande Expediente realizado em 7 de março. “As informações são importantes para que tenhamos mais argumentos, independentemente de cor partidária, para discutir uma matéria tão importante que vai mexer de maneira direta na vida de cada um de nós”, afirmou. Quinho defendeu ainda que o compromisso dos vereadores deve ser com a verdade e com a conscientização sobre assuntos de relevância para a sociedade.

CEEE II – Atendendo à solicitação de Quinho, o vereador Cezar Mossini (PMDB) disse ter feito contato com o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Gabriel Souza (PMDB), para que um representante do Executivo seja designado a comparecer à Câmara. Mossini ressaltou que um novo conjunto de projetos que tratam da estrutura do Estado deve chegar à Assembleia na próxima semana.

AUTISMO – O vereador Alexandre Gonçalves (PPS) questionou a necessidade do projeto de lei, de autoria do vereador Canhoto (SD), que obriga os estabelecimentos privados no município a inserir nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial do transtorno do espectro autista. Segundo Alexandre, os autistas já estão contemplados pelo símbolo universal das pessoas com deficiência nas placas atuais, com base em lei federal. Em resposta à manifestação, Canhoto enfatizou que a proposição faz parte de uma ação nacional do Solidariedade e que já foi aprovada pelos legislativos de Porto Alegre e Gravataí. O vereador Quinho (PDT) elogiou a intenção do projeto, mas ressaltou que as pessoas com autismo estão contempladas pelo símbolo universal. Acrescentou que os comerciantes não esperam do poder público mais burocracia e maior despesa.

 

Passagem de ônibus de Canoas subirá para R$ 3,75 a partir de quarta-feira

A tarifa do transporte coletivo municipal de Canoas será reajustada de R$ 3,30 para R$ 3,75 a partir de quarta-feira, 5 de abril. O valor foi sancionado pelo prefeito Luiz Carlos Busato após análise dos números apresentados pelos técnicos da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade (SMTM). A Sogal havia solicitado R$ 4,01 como novo valor. O transporte seletivo passa a custar R$ 4,55.
"Não aceitamos o valor pretendido pela Sogal de R$ 4,01. Diariamente chegam até nós inúmeras reclamações dos serviços prestados pela empresa. Conforme análise dos nossos técnicos o valor chegaria a R$ 3,77, mas acabamos arredondando pra baixo e fixamos em R$ 3,75. Condicionamos esse aumento a renovação da frota da Sogal ainda em 2017. O serviço vai ter que melhorar”, cobra o prefeito Luiz Carlos Busato. A concessão do reajuste não muda em nada o processo licitatório do transporte coletivo que será feito no ano que vem. “Temos compromisso em realizar a tão esperada licitação do transporte coletivo no município”, completa o chefe do Executivo.
No prazo de 60 dias devem entrar em circulação 15 novos carros - todos zero quilômetro - com ar-condicionado e acesso à internet. A meta da prefeitura de Canoas é ampliar o total de veículos com acessibilidade plena. Apesar do reajuste para R$ 3,75 o município de Canoas ainda possui uma das tarifas de transporte coletivo mais baratas da Região Metropolitana de Porto Alegre.
Saiba mais sobre a tarifa de ônibus
O preço da passagem de ônibus é calculado a partir de uma séria de variáveis que compõem a planilha de custos da empresa Sogal. A diferença de R$ 0,26 no pedido da empresa e o valor autorizado é explicada por diferença no cálculo de três itens da planilha de custo: vida útil de pneus novos e recapados, impostos e utilização de recursos humanos para a operação de cada veículo. Abaixo entenda algumas decisões tomadas pela Prefeitura de Canoas que permitiram um reajuste menor.
Impostos -  A Prefeitura isentou a Sogal da cobrança do ISSQN de 2,5% abrindo mão de uma receita anual de R$ 1,15 milhão. Caso a empresa tivesse mais este custo teria um impacto de R$ 0,07 na passagem.
Renovação da Frota e Dissídio - A renovação da frota determinada pela Prefeitura não entrou na planilha de custo para 2017. Cada carro novo tem um custo de R$ 375 mil. No levantamento o preço colocado foi de R$ 322 mil. O dissídio dos rodoviários no mês de junho também não entrou no cálculo da nova tarifa.
Passageiros - O número de passageiros transportados pelo sistema de transporte coletivo de Canoas caiu quase 2% este ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Aproximadamente 28% dos usuários tem direito a algum tipo de gratuidade. Entre as metas da Prefeitura de Canoas para 2017 está o incremento do número de passageiros, revisão na legislação municipal de gratuidades e também na grade horária oferecida atualmente.

 

ANADEF protocola nota técnica contrária à reforma da Previdência

A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais - ANADEF protocolou nota técnica junto à Comissão de Reforma Previdenciária instaurada na Câmara dos Deputados. A nota expõe diversas inconstitucionalidades presentes no texto da PEC 287/2016, que propõe alterações no sistema brasileiro de seguridade social. Os defensores públicos federais, que têm papel fundamental na garantia de direitos sociais para mais de 140 milhões de brasileiros em situação de pobreza, repudiam o conjunto de medidas propostas. Para a ANADEF, os equívocos apresentados pela PEC transformam a Previdência Social do Brasil em um regime excludente, de injustiças sociais e extinção de direitos.

Ao longo da nota técnica, a ANADEF expõe as principais alterações e retrocessos consubstanciados na proposta de emenda constitucional. A PEC propõe, por exemplo, a “unificação” das aposentadorias por tempo de contribuição e idade, exigindo a idade de 65 anos para homens e mulheres e 25 anos de contribuição – atualmente, a carência necessária à concessão da aposentadoria por idade corresponde a 15 anos de contribuição. A PEC prevê, ainda, que somente receberão proventos integrais os trabalhadores que totalizarem 49 anos de contribuição. Para receber 100% do salário de benefício aos 65 anos, portanto, será necessário que o trabalhador ingresse no mercado aos 16 anos e trabalhe ininterruptamente até os 65.

Nesse sentido, a ANADEF chama a atenção para a série de obstáculos que dificultam a manutenção ininterrupta do trabalhador no mercado: no Brasil, a educação é falha, a mão-de-obra é pouco qualificada e a economia é instável, o que resulta nas altas taxas de desemprego. Ademais, o estímulo ao trabalho precoce representa o abandono dos estudos, de forma que a aprovação da PEC 287/2016 tende a perpetuar a desqualificação da mão-de-obra no país. Face à ineficiência das políticas públicas de saúde, para a ANADEF, a aposentadoria ficará praticamente inviável, afinal, os brasileiros não conseguirão atingir 25 anos de contribuição – panorama que, segundo a Associação, representa nítida violação do Princípio da Dignidade da Pessoa Humana (art. 1º, III, da Carta Magna), bem como tende a abolir, na prática, o Direito à Seguridade Social (art. 60, § 4º, IV).

A ANADEF alega, por fim, que o Governo Federal, com o propósito de conquistar a simpatia pública à reforma previdenciária, vem alarmando a sociedade com notícias sobre um possível déficit da Previdência. As estatísticas apresentadas pelo Governo, no entanto, têm sido refutadas por especialistas e entidades públicas e privadas. Segundo a Associação, o argumento de que a reforma representa a única saída para diminuir o déficit é falho e camufla outras alternativas que precisam ser discutidas, como a recuperação das dívidas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), a formalização de trabalhadores sem carteira assinada, o fim da isenção fiscal para diversos setores e a definição de outras fontes para o pagamento da dívida pública.

 

Ginecologista fala sobre procedimento não invasivo que promete rejuvenescimento vaginal

Uma nova estratégia para aumentar o desejo feminino e tratar doenças como, incontinência urinária, recuperar a mucosa vaginal, melhorar a fibra de colágeno, rejuvenescimento vaginal, melhora da contratura da musculatura vaginal (que ajuda no desempenho sexual) chega ao Brasil. Trata-se da aplicação do laser dentro e fora da vagina . Por se tratar de um método pouco invasivo e virtualmente desprovido de efeitos adversos, auxilia diretamente na área da ginecologia.

A falta de libido é uma das principais queixas femininas em relação a vida sexual. De acordo com estudo da Universidade de São Paulo, uma em cada quatro brasileiras afirma que seu desejo não é tão forte quanto gostaria ou relatadificuldades para chegar ao orgasmo. Dra. Heloisa Brudniewski explica que otratamento com laser integra a categoria dos lasers não ablativos. Ou seja, não queimam.

“Para mulheres que querem melhorar o libido o aparelho age por um mecanismo indireto. Sua aplicação trataria, na verdade, a atrofia da parede vaginal – problema apresentado especialmente por mulheres na pós-menopausa. A condição causa dor durante a relação sexual, fator que pode levar à redução do desejo.” Explica Dra. Heloisa Brudniewski Ginecologista e Obstetra.

Aplicado dentro da mucosa vaginal por meio de uma ponteira específica, promove o intumescimento do tecido da região com aumento da vascularização. Com isso, há maior produção de colágeno. O colágeno é a proteína que dá sustentação à pele. O processo resultaria em alguns benefícios. “O estreitamento vaginal obtido pela produção de colágeno é capaz de permitir um contato mais íntimo durante a relação sexual e, por consequência, uma melhora tátil”, completa a ginecologista.

As aplicações são feitas em consultório. Em geral, são necessárias de uma a três sessões, dependendo das condições da paciente.

Além da atrofia vaginal, a tecnologia está sendo usada no tratamento do ressecamento vaginal e da incontinência urinária, condições que costumam aparecer com maior frequência após a menopausa. Uma de suas vantagens reside no fato de ser uma opção pouca invasiva, permitindo que a mulher retorne às suas atividades em seguida à aplicação.

 
Página 1 de 275

Publicidade

Publicidade

Blogs

Enquete

Você é favor da convocação de Eleições Gerais no Brasil
 

Twitter CN

    Newsletter

    Expediente

    EXPEDIENTE
    Rua Santos Ferreira, 50
    Canoas - RS
    CEP 92020-000
    Fone: (51) 3032-3190
    e-mail: redacao@jornal
    correiodenoticias.com.br

    Banner
    Banner
    Banner

    TurcoDesign - Agencia de Publicidade Digital